quinta-feira, 18 de julho de 2013

FRAMES-DICA – “Idiocracia” é uma pseudo-comédia com críticas sociais



Fábio Pereira




Qual o panorama mundial atualmente? Estamos tomados por noções de consumismo exacerbado, além de um completo esquecimento dos valores morais? A preguiça, automatização mental e inteligência decadente estão tomando lugar nas situações mais fáceis de existência? As respostas, sejam elas frutos de pura percepção e entendimento do espectador, ou de afirmações vazias de personagens caricatos, são respondidas por uma pseudocomédia do ano de 2006, intitulada Idiocracia. E quando classifico essa produção de pseudocomédia, não se deve somente ao fato dela provocar poucas ou quase inexistentes risadas, mas sim às diversas críticas sociais impetradas na trama, sejam de forma subliminar ou abrupta.

Luke Wilson (de Minha Super Ex-Namorada) interpreta Joe Bauers, um militar medíocre e completamente acomodado em sua tranquila “missão” que, como um colega afirma categoricamente, trata-se de sentar numa cadeira e assistir televisão o dia inteiro. Por essa falta de perspectiva futura ele é selecionado, juntamente com uma mulher de vida fácil, Rita (Maya Rudolph, de Missão Madrinha de Casamento) para uma experiência militar ultrassecreta em que são congelados em cápsulas por 1 ano e então despertos (alguém aí se lembrou de Eternamente Jovem, com Mel Gibson?). É claro que o experimento era destinado a preservar mentes privilegiadas para um eventual futuro necessitado, mas devido à natureza incerta da coisa, os indivíduos descartáveis foram os escolhidos. E é justamente aí que a trama dá uma reviravolta. Devido a um escândalo de drogas e prostituição, a base é fechada e demolida, fazendo com que as cápsulas fiquem enterradas por 500 anos! Através de um narrador, sabemos que o mundo virou uma Democracia Idiota (daí o nome da película), onde as grandes redes de fast-food, como a rede Starbucks, estão à frente de tudo, provocando um consumismo desenfreado numa sociedade intelectualmente medíocre. Neste cenário, Joe conhece Frito Pendejo (o pouco conhecido Dax Shepard) um advogado que adora dinheiro e sexo, que topa ajudar o militar a achar uma suposta Máquina do Tempo que irá leva-lo de volta à sua época, em troca de futuros bilhões de dólares.

Completam o elenco Terry Crews (de Os Mercenários 2), como Camacho, um presidente nada convencional da nação americana, além de uma rápida aparição de Justin Long (de Pagando Bem, que Mal Tem?) como um médico vida louca.

Dirigido por Mike Judge (criador dos idiotizados personagens Beavis & Butt-Head), Idiocracia vale por ser uma lição de reflexão e crítica a uma sociedade que, pouco a pouco, vai sendo deteriorada pelo consumismo em excesso e perda de valores morais. No entanto, a trama peca um pouco por não se alongar um pouco mais na discussão da sociedade decadente.

P.S.: Há uma rápida cena pós-créditos que “explica” o paradeiro de um dos personagens.



Idiocracia (Idiocracy, EUA, 2006). Elenco: Luke Wilson, Maya Rudolph, Terry Crews. Direção: Mike Judge. 





Nota – 6 Frames

Pontuação
01 a 02 Frames – Ruim

03 a 04 Frames – Regular
05 a 06 Frames – Bom
07 a 08 Frames – Ótimo
09 a 10 Frames - Obra Prima




TRAILER



Nenhum comentário: