terça-feira, 30 de outubro de 2018

FRAMES-RETRÔ: Na imensidão gelada da Antártica “O Enigma de Outro Mundo” não está morto ainda

Fábio Pereira
xanderfbi@hotmail.com

Já falei aqui como aprecio alguns dos filmes do cineasta John Carpenter (vide Os Aventureiros do Bairro Proibido – clique e leia o review). Em O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982), obra-prima do cinema de terror oitentista, o diretor dá uma aula de como se faz um verdadeiro filme do gênero (algo que parece ter se perdido nos tempos atuais, salvo algumas exceções).
Para quem não conhece a trama, tudo se situa na distante Antártica, mais precisamente numa remota estação de pesquisas americana, onde um grupo de cientistas é perturbado por dois homens, num helicóptero, perseguindo um cão pela imensidão gelada. Após a destruição do aparelho e a morte de seus tripulantes, o cão é recolhido à base, mas acaba se revelando uma criatura mortal, que é capaz de fazer uma cópia exata de qualquer ser vivo, absorvendo-o.
Numa época em que os efeitos especiais ainda estavam engatinhando a passos lentos, a equipe de produção de Carpenter conseguiu (com um realismo notável, através de Animatrônicos)

Uma das facetas da criatura alienígena

mostrar, com uma ótima caracterização, as diversas facetas da criatura alienígena que assola os cientistas da base americana, num frenesi que chega a revirar o estômago dos mais fracos.
Mas O Enigma de Outro Mundo é muito mais do que sangue e vísceras. O filme, que mantém o espectador atento numa trama tão fantasiosa e assustadora, que chega ao ponto de se tornar quase verossímil, é composto de uma paranoia e uma sensação de insegurança que salta aos olhos. Assim como Ridley Scott conseguiu, em 1979, expor de forma visceral os elementos de confinamento e isolamento em outro grande clássico do terror (Alien – O Oitavo Passageiro), Carpenter foi também bem sucedido em sua película de horror.
Na história, recheada de testosterona, atuações nervosas e envolta pelo medo constante da replicação e morte, é em meio a cientistas e médicos que um líder improvável (e essencial) se sobressai na figura de um simples piloto de helicóptero: R. J. MacReady (o sempre ótimo Kurt Russell) é o protagonista que tem uma participação significativa em toda a trama (inclusive em seu final, que ainda gera dúvidas até hoje).
Clássico do cinema de terror e versão de O Monstro do Ártico (1951), O Enigma de Outro Mundo é o tipo de filme atemporal, com uma trilha sonora sinistra, composta pelo italiano Ennio Morricone, que ainda impressiona mesmo àqueles que não tão fãs do gênero.
Na imensidão gelada da Antártica, O Enigma de Outro Mundo não está morto ainda.


Curiosidades sobre o filme
 

A Verdade Está no Gelo


-O episódio “Terror no Gelo”, da primeira temporada da série de TV Arquivo X é uma homenagem direta ao filme de Carpenter;

 

Com o Google Tradutor, a história seria outra


-“Deem o fora daqui! Isso não é um cachorro, é uma espécie de coisa! Está imitando um cachorro, não é real! Afastem-se dele, seus IDIOTAS” – Esse é o diálogo do Norueguês no início do filme;

 

A dúvida permanece até hoje


-Um final alternativo foi filmado mostrando MacReady resgatado, e tendo feito um exame de sangue provando que ele era humano. Isso foi feito por precaução e nunca usado, nem mesmo para testes, já que não fazia parte da visão original de John Carpenter para o filme.



Citações

“A primeira maldita semana de inverno!” – MacReady.

“Não consigo contatar ninguém há duas semanas! Ninguém deve ter falado com ninguém em todo o Continente, e agora você quer que eu contate alguém?” – Windows.

“Cinco minutos são o suficiente para um homem pirar por aqui.” – Nauls.

“Não sei o que tem aí dentro, mas é estranho e está zangado.” – Clark.

“Porque é diferente de nós. Porque veio do espaço. O que vocês querem de mim?” – MacReady.

“Acham que a Coisa queria ser um animal? Nenhum cão percorre milhares de quilômetros no frio. Vocês não entendem! A Coisa queria ser a gente! Se a célula escapar, poderia imitar tudo na face da Terra e não vai parar!” – Blair.

“Se eu fosse uma imitação perfeita, como saberia se sou eu mesmo?” – Childs.

“Ninguém confia em ninguém agora. Não posso fazer mais nada, a não ser esperar. R.J. MacReady, piloto de helicóptero, Posto 32, EUA.” – MacReady.



O Enigma de Outro Mundo (The Thing, EUA, 1982). Elenco: Kurt Russell, Keith David e Wilford Brimley. Direção: John Carpenter.



TRAILER




Fotos: Divulgação/Internet.
Informações adicionais: IMDB.


OFERTA
COMPRE A CAMISETA

Um comentário:

Unknown disse...

Amo esse filme. Não sai da Minha Lista no Netflix, e a dublagem original é nostálgica demais, especialmente o trecho de abertura, com o narrador anunciando o título enquanto a nave incendeia na atmosfera. Mas acho que a trama deixa muitos pontos sem explicação, pontos mal costurados, e coloca muita discussão aos gritos entre os caras para preencher esses claros, hehehe...Mas isso não chega a quebrar a magia da fita.