terça-feira, 11 de janeiro de 2011

FRAMES-CINEMA: Rapunzel ganha vida nos cinemas.




Demorou mais saiu. Enfim a história da princesinha presa em uma torre com cabelos quilométricos foi contada. Nessa versão a Disney prende o telespectador com ingredientes simples e bem diferentes dos outros contos de princesas.

Rapunzel foi roubada ainda bebê do castelo de seus pais e não foi por uma bruxa malvada, apenas uma velha que queria e juventude eterna. Nada de mágicas loucas. Ela cria a criança como se fosse sua filha e diz para ela nunca sair da torre onde mora.

Até que surge Flynn Rider que se esconde na torre para fugir dos guardas do castelo quando rouba a coroa da princesa. Rapunzel quer conhecer o mundo e os balões que todo ano são soltos no aniversário dela e ela tem certeza que são para ela. Então ela faz um trato com Flynn para que ele a leve para assistir os balões e ela lhe devolve a tiara da princesa que ele roubou.

A personagem foi muito bem trabalhada mostrando o conflito criado por ela na fuga da torre. Momentos em que se sente culpada por ter fugido e magoado sua falsa mãe e momentos de êxtase por estar conhecendo novas formas do mundo.
Infelizmente a voz mostrada nos trailers dublados antes do lançamento combina muito mais com o ladrão Flynn do que a do cinema de Luciano Huck. Mas ele não fez feio. Dublou muito bem o personagem dando seu jeito carismático e divertido a Flynn.

Max o cavalo do castelo foi certa decepção. Afinal nas chamadas do canal Disney Channel os criadores davam muito crédito do quanto foi difícil e trabalhoso criar um personagem como o cavalo policial do castelo. No filme sua presença é muito pequena. Já o camaleão único amigo da nossa heroína rouba a cena em vários momentos fazendo a criançada morrer de rir nas salas de cinema.

Enfim Enrolados foi feito não só para crianças mas para adultos que sempre quiseram ver sua princesa Rapunzel ser lançada em uma animação de alta qualidade e em 3D.

Nenhum comentário: